Protocolo da Família

É uma ferramenta que tem o objetivo de alinhar as relações dos familiares com os negócios.

O Protocolo Familiar é o principal instrumento para transmitir às gerações futuras um conjunto de valores, regras, princípios, mitos e rituais familiares garantindo a coesão da família e a proteção do negócio.
 
Esta transmissão, que podemos chamar de legado familiar, busca não somente a transmissão em si, mas também estruturar os relacionamentos entre as pessoas envolvidas no negócio: por serem acionistas ou herdeiros de uma empresa ou, simplesmente, por terem nascido nesta família.
 
O Protocolo pode ser um acordo elaborado com regras jurídicas. No entanto, precisa, antes de tudo, conter um caráter de compromisso. É, em primeiro lugar, um contrato psicológico, baseado em interesses comuns e na preservação de laços coletivos e de parentesco, estabelecendo comportamentos e procedimentos entre todos, vetando atos considerados nocivos ao convívio societário, ao desenvolvimento do negócio e à harmonia da família.

Patrice Gaidzinski

Patrice Gaidzinski é Diretora-fundadora da Posterità – Formação e Consultoria a Negócios Familiares. É psicóloga e especialista em Psicoterapia de Família. Atua como consultora em Empresas Familiares, implementando práticas de Governança Corporativa, auxiliando na elaboração de Acordos de Acionistas, Protocolos Familiares e Processos de Sucessão.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

onze − 11 =