Desenvolvimento do Acionista

Não basta profissionalizar a empresa, é preciso profissionalizar a família.

O desenvolvimento de um acionista inicia quando a família empresária entende que não é uma família comum. Os familiares não herdam cargos, mas uma participação acionária em uma Empresa Familiar. A família é a controladora do negócio e precisa se qualificar para proteger o patrimônio, partindo da ideia de que não basta profissionalizar o negócio, é preciso profissionalizar também a família.
 
Neste contexto, o grande desafio é entender que este vínculo societário é complexo e que a qualificação das relações pessoais são fatores importantes para o sucesso de uma Empresa Familiar. O Desenvolvimento do Acionista é um trabalho construído entre a família e o consultor. Cada passo é avaliado e revisto para que a pessoa reflita sobre si, seus desejos pessoais, aspirações profissionais, compreendendo de fato o seu papel no dia a dia do negócio e da família.

Patrice Gaidzinski

Patrice Gaidzinski é Diretora-fundadora da Posterità – Formação e Consultoria a Negócios Familiares. É psicóloga e especialista em Psicoterapia de Família. Atua como consultora em Empresas Familiares, implementando práticas de Governança Corporativa, auxiliando na elaboração de Acordos de Acionistas, Protocolos Familiares e Processos de Sucessão.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 + três =